A minha visão de… Xingu

Não diria que não gostei do filme Xingu, até achei bem interessante, porém eu esperava mais.

Considero que a história dos irmãos Villas-Bôas daria mais de um filme grandioso, com roteiros mais elaborados que contassem com mais detalhes o convívio deles com as tribos. Imagino que tudo o que aquelas pessoas viveram juntas poderia ser contato de forma mais extensa, com mais envolvimento dos personagens e desenvolvimento das histórias, construindo-se o que poderia ser uma verdadeira saga cinematográfica.

Entendo que essa não foi a proposta do filme dirigido por Cao Hamburguer e roteirizado por ele, Elena Soarez e Anna Muylaert; por isso, dentro do roteiro enxuto apresentado, posso dizer que, a meu ver, a história foi bem contada, pois prendeu minha atenção durante toda a projeção.

Incomodou-me um pouco o trabalho de maquiagem referente ao envelhecimento dos Villas-Bôas; entre o início do filme e seu ato final, em que se passam mais de 20 anos, vi pouquíssima diferença na caracterização dos atores, em especial no caso de Cláudio Villas-Bôas (achei um pouco melhor trabalhada no caso do Orlando).

E teve uma cena em particular que me chamou muito a atenção, na verdade um quadro em especial, que foi o close mostrando a expressão do cacique da primeira tribo contatada face a face por Oralndo e Cláudio. O que eu vi ali foi uma interpretação emocionante de movimentos de cabeça e olhos e expressão facial que mostrava de uma forma impressionante o que o cacique estaria pensando aquela hora, algo como: “e agora?”, “fudeu?”, “o que está acontecendo?”, “quem são esses?”, “devemos atacar ou não?” e, principalmente, “o que acontecerá daqui pra frente?”.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s