Reflexões na poesia do Pink Floyd #9

“Deaf, dumb and blind,
you just keep on pretending
That everyone’s expendable,
and no one has a real friend”

Música: Dogs

Álbum: Animals

Fico pensando se algumas pessoas realmente acreditam nas coisas em que dizem acreditar ou sentem aquilo que dizem sentir.

Nesses últimos anos de atuação virtual acabei tendo contato com pessoas que, aparentemente, não se importam com qualquer outro ser humano que não eles mesmos. Indivíduos que se acham completamente desprovidos de qualquer necessidade de contato humano ou de convivência com o outro, supostos exemplos vivos de misantropia.

Claro, muitos realmente devem se sentir assim. Quem sou eu para questionar se determinada pessoa é misantropa ou não? Porém, pergunto-me, quantos realmente o são? Quantos não estão apenas racionalizando uma “simples” dificuldade de interação, transformando-a em algo maior do que realmente é? Quantos tentaram sair do próprio casulo? Quantos buscaram quebrar os muros que os cercam (muitas vezes construídos por eles mesmos)?

Quem está apenas fingindo que todos somos descartáveis e ninguém tem amigos de verdade? E quem acha isso mesmo?

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s