Reflexões na poesia do Pink Floyd #4

“Strangers passing in the street
By chance two separate glances meet
And I am you and what I see is me.”

Música: Echoes

Álbum: Meddle

Essa música inteira é uma grande peça de mais de 20 minutos que eu adoro ouvir e reouvir. A melodia me arrepia e cada verso, cada palavra me toca profundamente.

Esse trecho em especial é um pequeno exemplo de como funciona uma das características mais extraordinária de nós, seres humanos: a Empatia. E isso não é uma interpretação apenas minha, o próprio autor da letra, Roger Waters, falou isso em um documentário sobre a construção do álbum “The Dark Side of the Moon”, dizendo que a ideia de empatia contida nesses versos da música Echoes fizeram parte do início do desenvolvimento do álbum mais famoso da banda (trechos dessa entrevista também estão disponíveis no livro “Pink Floyd e a Filosofia”, de George A. Reish).

E quer coisa mais empática do que “eu sou você e o que eu vejo sou eu”.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s