Respeito é para quem merece

Algumas opiniões, atitudes e posicionamentos não merecem nenhum respeito. E a cada dia aparecem casos que podemos utilizar para ilustrar a que estou me referindo.

Vejam este caso ocorrido na XV Bienal do Livro. Duas alunas de uma escola estadual de Niterói se dirigiram ao atendente da Editora Abril/Veja para pegarem a senha de acesso para autógrafo com artista. Depois de ficarem na fila aguardando a vez, o funcionário além de se negar a fornecer a senha de autógrafo para as alunas, também afirmou, verbalmente, que não iria dar senhas porque não gostava de mulheres negras. Mesmo ofendida uma delas insistiu e ainda ouviu que não ia ganhar porque era favelada e de cabelo duro. Após contarem o caso para a Diretora da escola, esta voltou ao stand da Editora e se dirigiu ao gerente da Editora denunciando o fato e o funcionário, e ouviu a seguinte frase: “Ele estava brincando”, “Não leve isso a sério, senão vai prejudicar a empresa”. Vendo que não adiantaria nada tentar resolver por ali, a Diretora fez um Registro de Ocorrência, na 77ª Delegacia de Polícia, em Niterói, sob o nº 077-05231/2011-01 e encaminhou aos órgãos competentes do estado.

Pergunto: dá pra respeitar esse tipo de atitude? Tem como considerar como apenas uma brincadeira a babaquice a que o tal atendente se prestou? E o que dizer da tentativa da gerente da Editora em colocar panos quentes? Eu jamais respeitaria uma idiotice dessas.

Outro caso. Infelizmente, não é tão novidade assim quando vemos uma notícia sobre ataques violentos e estúpidos a homossexuais, motivados pelo simples fatos de eles serem homossexuais. Aconteceu desta vez aqui mesmo em BH. Dois jovens homossexuais foram agredidos por dois imbecis, entre eles um adolescente de 17 anos, que, segundo a polícia, pertencem ao grupo dos “carecas”, como são conhecidos, e declaram ódio aos homossexuais. Uma das vítimas foi atingida por um golpe de canivete. Reparem na estupidez. Um casal troca carícias no coreto de uma praça, não interferindo na vida de ninguém. Eis que chegam dois babacas, que devem ter tido seus cérebros extraídos junto com os cabelos raspados, e resolvem agredi-los. Tem como respeitar isso? Tem como respeitar a ação desse tipo de imbecil?

Não sei se eu era mais ingênuo há uns 10 anos atrás, mas a minha impressão sempre foi que as pessoas vinham progredindo moralmente, que a sociedade caminharia para uma situação cada vez mais tolerante, inclusiva, pacífica.

Vendo jovens como protagonistas de notícias assim, começo a ter minhas dúvidas.

Não posso evitar, a cada dia perco um pouco de minha já rala esperança no ser humano em geral.

Uma resposta para “Respeito é para quem merece

  1. Porque não me espanta essa atitude ter partido de funcionários da Veja/Abril ????

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s