E voto deste ano vai para…

Perguntaram-me hoje em quem vou votar nas próximas eleições. Aí eu fiquei pensando, que tipo de voto é esse que uma pessoa  já escolhe antes de ler as propostas de todos os candidatos, antes de se informar sobre as realizações dos candidatos, antes de verificar o que os candidatos podem vir a fazer pelo país/estado?

Grande parte das pessoas que conheço já escolheram seu voto para presidente da seguinte forma: ou votam na Dilma porque ela é do PT (ou porque o outro principal candidato é do PSDB), ou a situação inversa, votarão no Serra porque ele é do PSDB (ou porque a outra principal candidata é do PT). Simples, não? Vota-se apenas por causa do partido da pessoa. E há aqueles que vão votar em outros (como na Marina Silva ou no Plínio Arruda Sampaio) porque não querem nem a Dilma e nem o Serra. Nesse último caso há tb os que votam branco/nulo.

Este ano resolvi fazer diferente. Resolvi analisar dados. E com isso pode ser que eu acabe caindo no tal “caráter publicitário” da eleição que tanto se fala por aí.

Primeiro vou ler os programas de governo que os candidatos publicarem. Simples, porém trabalhoso. Anotar com quais pontos concordo e com quais pontos discordo. Tenho certeza que não vou ter 100% de concordância e nem de discordância com nenhum dos programas. Tentarei fazer um ranking de prós e contras.

Segunda tarefa. Não tenho como fugir. Vou ter que comparar administrações. Me sinto quase que na obrigação de fazer uma análise (amadora, claro) da “Era FHC” e da “Era Lula”. Além disso, pretendo ampliar minha amostra e fazer tb uma comparação entre “Eras PT”, “Eras PSDB”, “Eras PMDB”, etc, em vários estados e até, se necessário, em vários municípios. E aqui cabe uma explicação do que quero dizer com comparação. Não vou simplesmente analisar “estado X está melhor do que o estado Y”. Ou apenas dizer que o Brasil está melhor depos do Lula do que depois do FHC. Isso é bobagem e não leva a nada. Minha intenção é, na medida do possível, procurar saber a situação de cada um quando um determinado partido iniciou o poder, e em que situação se encontra agora.

Em terceiro lugar, a comparação entre supostos escândalos também é válida, desde que pesquisados em múltiplas fontes, principalmente ampliando a amostra para jornais e revistas que tenham visões diferentes dos grandes donos da mídia. De nada me adinataria ler a “Veja” e não ler a “Carta Capital”.

Por fim, deletarei sumariamente os e-mails com os factóides que tenham o único objetivo de difamar esse ou aquele candidato. Evitarei dar atenção a alegações sem evidências (lição aprendida recentemente :p).

Portanto, já tenho a resposta para quando me perguntarem de novo em quem vou votar.A resposta é: respondo no dia 3 de outubro!

Pra terminar, uma reflexão musical (adoro reflexões musicais) de uma música do melhor álbum (na minha opinião), de um dos compositores que mais gosto. A música se chama “Brasa”, do álbum “Seja você mesmo. Mas não seja sempre o mesmo”, de Gabriel, o Pensador, neste caso em parceria com Lenine. Gosto da musica especialmente a partir de 2:45min.

a

a


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s