Toca Raul!!!!

21 de agosto de 1989, em uma segunda-feira às 5 horas da manhã morreu, aos 44 anos, Raul Seixas. Causa da morte: Parada Cardíaca decorrente de uma pancreatite aguda.

Nesse distante último ano da década de 80, eu tinha apenas 10 anos. Conhecia muito pouco o grande mito. À época, pra mim, Raul Seixas era somente um camarada barbudo meio doidão que havia aparecido em um programa especial de TV cantando “Plunct Plact Zum” aka Carimbador Maluco.

O tempo passou e, à medida que fui crescendo e entrando em contado com o mundo do rock, comecei a ouvir alguns discos de Raul Seixas. Foi piração de cara, as letras que eu ouvia batiam diretamente em minha mente, provocando momentos de admiração e reflexão.

Quanto mais eu ia conhecendo a obra de Raul Seixas, mais eu me convencia de que é uma injustiça roltulá-lo como “roqueiro”. Raul é muito mais do que isso. Músicas como “Capim Guiné”, “À Beira do Pantanal”, “Metrô Linha 743”, dentre diversas outras, destoam completamente do que pode ser considerado como rock. Raul é muito maior do que qualquer rótulo. Sua música ultrapassa qualquer tipo de barreira que porventura exista entre gêneros musicais.

Gostem ou não de sua obra, uma coisa é inegável: muitas de suas músicas são tão atuais hoje em suas temáticas como o eram quando foram compostas. Na verdade, algumas delas ficaram até melhores com o passar dos anos. Parafraseando algo que li no Especial Caros Amigos – Raul Seixas: Ele não nasceu “há dez mil anos atrás”, na verdade, ele viveu “dez mil anos à frente”.

Deixo então um registro de duas das músicas que mais gosto da obra de Raul Seixas, e com as quais eu muito me identifico:

http://www.youtube.com/watch?v=cn0S56WPkjQ&feature=fvw

Eu devia estar contente
Porque eu tenho um emprego
Sou um dito cidadão respeitável
E ganho quatro mil cruzeiros
Por mês…

Eu devia agradecer ao Senhor
Por ter tido sucesso
Na vida como artista
Eu devia estar feliz
Porque consegui comprar
Um Corcel 73…

Eu devia estar alegre
E satisfeito
Por morar em Ipanema
Depois de ter passado
Fome por dois anos
Aqui na Cidade Maravilhosa…

Ah!
Eu devia estar sorrindo
E orgulhoso
Por ter finalmente vencido na vida
Mas eu acho isso uma grande piada
E um tanto quanto perigosa…

Eu devia estar contente
Por ter conseguido
Tudo o que eu quis
Mas confesso abestalhado
Que eu estou decepcionado…

Porque foi tão fácil conseguir
E agora eu me pergunto “e daí?”
Eu tenho uma porção
De coisas grandes prá conquistar
E eu não posso ficar aí parado…

Eu devia estar feliz pelo Senhor
Ter me concedido o domingo
Prá ir com a família
No Jardim Zoológico
Dar pipoca aos macacos…

Ah!
Mas que sujeito chato sou eu
Que não acha nada engraçado
Macaco, praia, carro
Jornal, tobogã
Eu acho tudo isso um saco…

É você olhar no espelho
Se sentir
Um grandessíssimo idiota
Saber que é humano
Ridículo, limitado
Que só usa dez por cento
De sua cabeça animal…

E você ainda acredita
Que é um doutor
Padre ou policial
Que está contribuindo
Com sua parte
Para o nosso belo
Quadro social…

Eu que não me sento
No trono de um apartamento
Com a boca escancarada
Cheia de dentes
Esperando a morte chegar…

Porque longe das cercas
Embandeiradas
Que separam quintais
No cume calmo
Do meu olho que vê
Assenta a sombra sonora
De um disco voador…

http://www.youtube.com/watch?v=8OxlAOvAmZk

Veja!
Não diga que a canção
Está perdida
Tenha em fé em Deus
Tenha fé na vida
Tente outra vez!…

Beba! (Beba!)
Pois a água viva
Ainda tá na fonte
(Tente outra vez!)
Você tem dois pés
Para cruzar a ponte
Nada acabou!
Não! Não! Não!…

Oh! Oh! Oh! Oh!
Tente!
Levante sua mão sedenta
E recomece a andar
Não pense
Que a cabeça agüenta
Se você parar
Não! Não! Não!
Não! Não! Não!…

Há uma voz que canta
Uma voz que dança
Uma voz que gira
(Gira!)
Bailando no ar
Uh! Uh! Uh!…

Queira! (Queira!)
Basta ser sincero
E desejar profundo
Você será capaz
De sacudir o mundo
Vai!
Tente outra vez!
Humrum!…

Tente! (Tente!)
E não diga
Que a vitória está perdida
Se é de batalhas
Que se vive a vida
Han!
Tente outra vez!…

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s