Exército Brasileiro – Braço Forte, Mão Amiga…

O lema acima encontra-se na página do Exército Brasileiro. Consta também do sítio dessa instituição os seguinte objetivos, dentre outros: Preservar os valores, as tradições e a memória da Instituição; Ampliar a capacitação profissional dos seus quadros; Contribuir para o desenvolvimento e o fortalecimento da consciência de defesa nacional em todos os segmentos da sociedade brasileira.

No último dia 5/11/08, um fato escabroso trouxe à tona algo que sobre o qual eu pensei que não voltaria a escrever tão cedo. Em meu primeiro texto neste blog (“Cidade Maravilhosa, para quem?”), expus minha opinião sobre o caso dos militares que entregaram três jovens a traficantes de um morro rival, a fim de serem brutalmente torturados e executados. Na última semana, vimos estarrecidos a notícia de que alguns soldados do exercíto torturaram um jovem (para variar, negro e pobre), usando uma combinação de spray de pimenta e choques com um cassetete elétrico, armas consideradas não-letais, mas que produzem severas queimaduras quando combinadas. Resultado: o jovem está internado com 70% do corpo queimado e corre o risco de perder a visão.

O Ministro da Defesa, Nelson Jobim, disse que não se pode responsabilizar a Instituição pelo o ocorrido. Claro que a culpa precípua nesse caso é dos militares que participaram da agressão. Todavia, em minha humilde opinião, considero grave que o Exército Brasileiro tenha em seus quadros verdadeiros psicopatas (tanto os desse caso, como os daquele ocorrido há alguns meses) que possuem o “Braço Forte”, porém não a “Mão Amiga”.

Comparo esses criminosos àqueles militares estadunidenses cujas imagens das torturas ocorridas em Abu-Ghraib correram o mundo há alguns anos. Ou àqueles que, sabidamente, cometem crimes contra os diretios humanos na Prisão de Guantánamo. Sem contar os campos de concentração comandados por militares em guerras passadas (Bósnia, II Guerra, Ruanda, etc). Portanto, militares psicopatas não são exclusividade tupiniquim.

É uma pena que uma Instiuição tão importante para o país possa perder sua credibilidade perante a opinião pública por causa de uns poucos criminosos infiltrados em seus quadros. Espero que esses idiotas dementes sejam expulsos da corporação e que sejam condenados a uma pena condizente com a barbárie que cometeram.

Espero também que esse jovem se recupere, fisica e psicologicamente, e que não se transforme de um simples adolescente usuário de maconha em uma pessoa revoltada com a sociedade e com as autoridades, de forma a praticar crimes cada vez mais graves somente pela “vontade” de atacar aqueles que nunca lhe deram a mão, ou os que a estenderam apenas pra ferí-lo.

Uma resposta para “Exército Brasileiro – Braço Forte, Mão Amiga…

  1. Sempre defendi, e acredito que num lapso temporal não muito distante, o “EB” irá se profissionalizar, como por exemplo na Argentina,, só voluntários.

    Acredito que se fossem voluntários e profissionais os “conscritos” este fato lamentável não teria ocorrido.

    Saudações do amigo verde oliva!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s